Início

Home

Close
  • Safernet e Governo do Reino Unido promovem painel sobre Cidadania Digital no FIB14, em Curitiba

    / / Segurança Digital / Por admin / 1 semana 1 dia atrás

    No próximo dia 23, na programação do 14º Fórum da Internet do Brasil (FIB14), em Curitiba (PR), a Safernet e o Governo do Reino Unido promovem o painel “Desenvolvendo habilidades e competências para a cidadania digital: desafios na formação de professores e na sala de aula”. 

    A inclusão digital abrange não apenas o acesso à internet, mas também o desenvolvimento de habilidades e competências para o uso seguro e consciente das tecnologias. É fundamental que professores possam estar plenamente capacitados com conhecimento e as ferramentas necessárias para orientar crianças e adolescentes sobre como promover cidadania e se proteger de possíveis riscos na rede.

    É o que prevê o Marco Civil da Internet, a Base Nacional Comum Curricular e a recente Política Nacional de Educação Digital, mas ainda há lacunas importantes, principalmente na formação de professores. 

    O painel promovido pela Safernet e pelo Governo do Reino Unido pretende discutir este cenário, seus desafios, e que estratégias podem ser adotadas pelas redes de ensino.

    Participarão do painel

    Ana Úngari Dal Fabbro, Coordenadora-Geral de Tecnologia e Inovação na Educação Básica do Ministério da Educação (MEC), mestre em Estudos do Desenvolvimento pela London School of Economics;

    Bianca Serrão, psicóloga e doutora em Estudos da Criança pela Universidade do Minho, em Portugal. Integrante da equipe do Canal de Ajuda e dos projetos de educação da Safernet Brasil; 

    Douglas Pereira da Costa, professor do Instituto Federal do Ceará, pesquisador do campo da formação de professores e doutorando em Educação pela Universidade Federal do Piauí; 

    Karina Daidone Pimentel, mestre em comunicação pela FGV-SP, e responsável pelos projetos educacionais da Fundação Telefônica Vivo. 

    A mediação do painel será de Guilherme Alves, gerente de projetos da Safernet, e de Letícia Hungria, gerente do Programa de Acesso Digital da Embaixada do Reino Unido. A relatoria é de Isabella Ferro, assistente de projetos da Safernet. 

    O FIB14 é uma promoção do Comitê Gestor da Internet no Brasil e acontecerá de 21 a 24 de maio no Bourbon Curitiba Hotel, no centro da capital paranaense. 

    O painel da Safernet e do Governo do Reino Unido no FIB14 está marcado para o dia 23, às 16h30, na sala 2, 2º andar. 

    Disciplina de Cidadania Digital

    A Safernet e o Governo do Reino Unido são parceiros desde 2021 na criação e aplicação Disciplina de Cidadania Digital, projeto que integra o DAP (sigla em inglês para Programa de Acesso Digital, que visa ampliar a inclusão digital em vários países). 

    A disciplina já alcançou 159 escolas em 116 municípios de 13 unidades da federação brasileiras em 2023 e 11018 alunos tiveram contato com este conteúdo em 2023, primeiro ano de aplicação da disciplina, destinada a alunos do Ensino Médio e dos dois últimos anos do Ensino Fundamental. 

    Educadores de qualquer área de conhecimento podem baixar o caderno de aulas diretamente na página da Disciplina de Cidadania Digital e fazer sua inscrição no curso de formação “Segurança e Cidadania Digital em sala de aula” da Safernet, que prepara e dá suporte para a aplicação do conteúdo com estudantes.

    Espalhados em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal, mais de 2.100 professores se matricularam na formação. Veja aqui o mapa interativo com os resultados completos do projeto até agora. 

    Veja recentes reportagens sobre a Disciplina de Cidadania Digital aqui

    Sobre a Safernet

    A Safernet existe desde 2005 e tornou-se a ONG brasileira de referência na promoção dos direitos humanos na internet. Com uma abordagem multissetorial, atua no combate a crimes cibernéticos contra os Direitos Humanos, no acolhimento de vítimas de violência online e em programas de educação, prevenção e conscientização. A Safernet mantém a Central Nacional de Denúncias, conveniada ao Ministério Público Federal e o Canal de Ajuda, o Helpline, para vítimas de violência e outros problemas online. A Safernet promove o uso seguro da internet com projetos educacionais como a Disciplina de Cidadania Digital. 

    Matéria publicada em 17 de maio

  • SaferNet recebe o prêmio Neide Castanha de Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes

    / / Segurança Digital / Por admin / 1 semana 3 dias atrás

    O Projeto Cidadão Digital, da SaferNet, recebeu na manhã desta terça-feira (14), o Prêmio Neide Castanha de Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes, na categoria Protagonismo de Crianças e Adolescentes. O prêmio foi entregue durante Sessão Solene da Câmara dos Deputados, em Brasília, sobre o Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual Infantojuvenil, celebrado anualmente em 18 de maio. 

    O prêmio, que está em sua 13ª edição, tem esse nome em homenagem à assistente social Neide Castanha, morta em 2010, que foi fundadora e coordenadora do Centro de Referência, Estudos e Ações sobre Crianças e Adolescentes (Cecria) e Secretária Executiva do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes. 

    O prêmio foi criado pelo Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes para homenagear personalidades e instituições que, assim como Neide Castanha, se destacaram na defesa intransigente dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes, em especial dos Direitos Sexuais. A estatueta do prêmio tem arte criada pelo cartunista Ziraldo, morto em abril, aos 91 anos.

    O Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes é o responsável pela ação permanente Faça Bonito, campanha de conscientização sobre o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. 

    A sessão solene foi requerida pelas deputadas federais Maria do Rosário (PT/RS), Ana Paula Lima (PT/PR) e Laura Carneiro (PSD/RJ). Ana Paula Lima, que presidiu a sessão inicialmente, citou números dramáticos sobre o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes, os quais classificou como “pandemia silenciosa e negligenciada”. 

    “Ganhar o prêmio Neide Castanha, em especial na categoria Protagonismo Jovem, é um reconhecimento da importância de projetos como o Cidadão Digital da SaferNet Brasil. Escutar adolescentes e incentivar seu protagonismo para tornar a internet mais segura tem sido uma das principais razões do nosso trabalho nos programas de engajamento jovem”, afirmou a diretora de projetos especiais da Safernet, Juliana Cunha, responsável pelo Cidadão Digital. 

    Cidadão Digital

    O Cidadão Digital é uma iniciativa da Safernet Brasil, realizada por quatro anos com o apoio da Meta, que promove atividades educativas gratuitas para a formação de adolescentes e jovens em temas de cidadania digital, como segurança online, combate à desinformação, autocuidado, respeito e empatia nas redes. 

    Ao longo dessas quatro edições, o programa impactou mais de 215 mil estudantes e 70 mil educadores. As ações acontecem em todo o país no formato de atividades remotas, híbridas ou presenciais, sendo mediadas por jovens através de metodologias de educação entre pares, de jovem para jovem, de uma forma criativa, amigável e inovadora.

    O protagonismo jovem é essencial no projeto, que tem como base a troca de conhecimento sobre os temas transversais ao Cidadão Digital de jovem para jovem. Em geral, jovens adultos de 18 a 29 anos, em sua maioria universitários e recém-formados, transmitem os conteúdos para adolescentes alunos dos últimos anos do ensino fundamental e do ensino médio, que também se tornam multiplicadores dos conteúdos nas suas comunidades e famílias. 

    Recebeu o prêmio em nome da SaferNet o presidente da ONG, Thiago Tavares, que 

    agradeceu especialmente os mais de 15 jovens mentores e 59 jovens embaixadores formados pelo programa: “vocês são e serão sempre os maiores protagonistas”, afirmou. 

    Texto publicado em 15/05/2024

  • SaferNet e Polícia Federal assinam Memorando de Entendimento

    / / Crimes na Web / Por admin / 1 semana 4 dias atrás

    A SaferNet e a Polícia Federal assinaram nesta segunda-feira (13), um Memorando de Entendimento (ME) que formaliza a cooperação entre as entidades para a realização de atividades de prevenção a crimes cibernéticos relacionados ao abuso e à exploração sexual infantojuvenil. 

    O ME foi assinado pelo presidente da SaferNet, Thiago Tavares, e pelo Diretor-Geral da Polícia Federal, Andrei Augusto Passos Rodrigues, na sede da Polícia Federal, em Brasília. 

    Coordenado pela Diretoria de Combate a Crimes Cibernéticos, o projeto visa à prevenção a situações de abuso sexual de crianças e adolescentes (on-line e off-line), com a capacitação de policiais federais para disseminarem conhecimentos em atividades socioeducativas e palestras em escolas ou instituições congêneres.

    A cooperação entre os órgãos tem por objetivo reduzir os fatores de vulnerabilidade relacionados ao abuso sexual infantil e fortalecer os fatores de proteção, mediante a utilização de material didático padronizado.

    Além do Diretor-Geral da PF e do Presidente da SaferNet Brasil, também participaram da cerimônia de assinatura o Diretor de Combate a Crimes Cibernéticos, Otavio Margonari Russo; o Coordenador-Geral de Combate a Fraudes Cibernéticas, Valdemar Latance Neto; a Coordenadora de Repressão a Crimes Cibernéticos relacionados ao Abuso Sexual Infantojuvenil, Rafaella Vieira Lins Leite Parca.

    Parceria começa nesta quarta

    A parceria entre a PF e a SaferNet começa na prática amanhã (15) com uma capacitação 

    sobre prevenção da violência sexual na internet que será ministrada pela diretora de projetos especiais da Safernet, Juliana Cunha, para uma primeira turma de policiais com agentes lotados em 26 das 27 unidades da federação que atuarão como multiplicadores de informações sobre abuso e exploração sexual infantil para seus colegas. 

    A iniciativa abre uma semana de atividades das instituições relacionada ao 18 de maio, Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil. 

    SaferNet

    A Safernet existe desde 2005 e tornou-se a ONG brasileira de referência na promoção dos direitos humanos na internet. Com uma abordagem multissetorial, atua no combate a crimes cibernéticos contra os Direitos Humanos, no acolhimento de vítimas de violência online e em programas de educação, prevenção e conscientização. 

    A Safernet mantém a Central Nacional de Denúncias, conveniada ao Ministério Público Federal e o Canal de Ajuda, o Helpline, para vítimas de violência e outros problemas online. A Safernet promove o uso seguro da internet com projetos educacionais como a Disciplina de Cidadania Digital e o programa Cidadão Digital. 

    * Com informações da Coordenação-Geral de Comunicação Social da PF

    Texto publicado em 14/05/2024

  • Disciplina de Cidadania Digital é destaque no Jornal Nacional e no Fantástico

    / / Segurança Digital / Por admin / 2 semanas 2 dias atrás

    A Disciplina de Cidadania Digital, uma parceria da Safernet e do Governo do Reino Unido, que promove o uso seguro e consciente da internet em escolas de todo o país, foi destaque, no mês de abril, em duas reportagens exibidas pela Rede Globo, em rede nacional. 

    A disciplina já alcançou 159 escolas em 116 municípios de 13 unidades da federação brasileiras em 2023 e 11018 alunos tiveram contato com este conteúdo em seu primeiro ano de aplicação. 

    No dia 23 de abril, o Jornal Nacional exibiu reportagem sobre cidadania digital e foram mostradas cenas de uma das aulas da professora de cultura digital Alyne Castro, da Escola de Ensino Médio em Tempo Integral Lions Jangada, da rede estadual de ensino, em Fortaleza (CE), ministrando o conteúdo da Disciplina de Cidadania Digital para alunos do 2º ano. 

     Cidadania Digital nas escolas 

    No dia 28, o Fantástico exibiu uma reportagem especial sobre o caso do adolescente Carlos Teixeira, 13 anos, em Praia Grande (SP), que vinha sendo agredido na escola em sessões de bullying. O caso está sendo apurado pela polícia, que investiga se a morte dele ocorreu em virtude das violências sofridas. 

    Dividida em dois blocos, a matéria em sua segunda parte mostrou exemplos de como a sociedade vem enfrentando o problema e apresentou a disciplina sobre cidadania digital como uma estratégia para a educação e conscientização de crianças e adolescentes sobre o tema e para que possam saber como proceder caso sejam vítimas de bullying e cyberbullying. 

    A reportagem do Fantástico mostrou o trabalho da professora de Língua Portuguesa Aline Cristina Paixão com alunos do 2º ano do ensino médio do CEM 04, em Sobradinho 2, Brasília (DF).

    No podcast do programa dominical, a psicóloga Bianca Orrico, da Safernet, doutora em estudos da criança pela Universidade do Minho, em Portugal, conversou sobre bullying e cyberbullying e também sobre a Disciplina de Cidadania Digital como uma ferramenta de educação para promoção da cultura de paz nas escolas.

    Cinco módulos

    A Disciplina de Cidadania Digital é dividida em cinco módulos. O bullying e o cyberbullying são abordados no módulo “Respeito e empatia nas redes”, que a Safernet sugere que seja tratado em 10 aulas. 

    Os outros quatro módulos são: bem estar e saúde emocional; segurança e privacidade na internet; relacionamentos seguros online e cidadania digital para todos e todas. Os conteúdos promovem a segurança contra exposição, discurso de ódio, golpes, violências e desinformação online. 

    O caderno de aulas da Disciplina de Cidadania Digital é totalmente alinhado com a Base Nacional Comum Curricular, em especial a competência geral 5 de cultura digital. 

    As aulas propostas estimulam reflexões críticas com adolescentes, que desenvolvem habilidades técnicas e socioemocionais para usar a internet de forma ética e positiva e têm foco em metodologias ativas de ensino, partindo de situações reais que adolescentes vivem. 

    Formação com apoio

    Educadores de qualquer área de conhecimento podem baixar o caderno de aulas diretamente na página da Disciplina de Cidadania Digital e fazer sua inscrição no curso de formação “Segurança e Cidadania Digital em sala de aula” da Safernet, que prepara e dá suporte para a aplicação do conteúdo com estudantes.

    Espalhados em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal, mais de 2.100 professores se matricularam na formação. É o caso de ambas as professoras. Veja aqui o mapa interativo com os resultados completos do projeto até agora. 

    Sobre a Safernet

    A Safernet existe desde 2005 e tornou-se a ONG brasileira de referência na promoção dos direitos humanos na internet. Com uma abordagem multissetorial, atua no combate a crimes cibernéticos contra os Direitos Humanos, no acolhimento de vítimas de violência online e em programas de educação, prevenção e conscientização. A Safernet mantém a Central Nacional de Denúncias, conveniada ao Ministério Público Federal e o Canal de Ajuda, o Helpline, para vítimas de violência e outros problemas online. A Safernet promove o uso seguro da internet com projetos educacionais como a Disciplina de Cidadania Digital. 

    Texto publicado em 09/05/2024

  • SaferNet Brasil e MP Eleitoral lançam projeto Voto Consciente em mais de 1200 escolas do RJ

    / / Liberdade de Expressão / Por admin / 2 semanas 4 dias atrás

    Em parceria com a Secretaria Estadual de Educação/RJ (Seeduc/RJ), a Procuradoria Regional Eleitoral no Rio de Janeiro (PRE/RJ), órgão do Ministério Público Eleitoral, e a organização não-governamental SaferNet Brasil lançam, nos dias 6 e 7 de maio, o projeto “Voto Consciente: responsabilidade e cidadania”, para conscientizar jovens estudantes de ensino médio sobre seus direitos políticos e as eleições 2024. 

    O projeto tem início na rede escolar do Estado do Rio de Janeiro voltado a quem completa 16 anos até 6 de outubro, dia do 1º turno das eleições (8 de maio é o último dia para a solicitação ou regularização do título de eleitor), e a conscientizar estudantes, familiares e toda a população sobre temas relacionados às eleições.

     vídeo produzido pela Safernet e MP Eleitoral da 2a região é exibido em escola estadual do Rio de Janeiro 

    Toda a rede escolar do RJ com 1223 escolas estaduais terá acesso à apresentação elaborada pela PRE/RJ e a SaferNet, com tópicos relacionados às eleições 2024: importância do voto; segurança das urnas; combate às fake news/deepfakes; uso de Inteligência Artificial (IA) nas eleições; verificação de informações; e orientações para obter o título de eleitor on-line (este ano, será necessário o registro da biometria na Zona Eleitoral) para obtenção do 1º título eleitoral.

    No material à disposição das escolas (que começou a ser exibido ontem, como na escola da foto acima), as eleições 2024 e o direito ao voto têm pontos esclarecidos pela procuradora regional eleitoral Neide Cardoso de Oliveira e pela diretora de Projetos Especiais da SaferNet, a psicóloga Juliana Cunha. A identificação de fake news (notícias falsas) e deepfakes (vídeos falsos) é um tema central, incluindo a dica de verificar a verdade dos conteúdos via plataforma “Fato ou Boato” do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). E o uso de IA deve ser avisado na respectiva propaganda eleitoral.

    Entre as dúvidas esclarecidas, as responsáveis pelo projeto dão informações como o porte obrigatório de uma identidade com foto na ida às urnas (e não apenas do título de eleitor) e desfazem “mitos” como o da fake news que propagou a informação de que os jovens que tiram o título antes dos 18 anos são obrigados a serem mesários – o que é falso. 

    *Com informações do MPF na 2a Região (RJ e ES) e Seeduc/RJ

    Texto publicado em 7 de maio de 2024

  • Safernet promove a cidadania digital ao premiar projetos na Paraíba e em Santa Catarina

    / / Segurança Digital / Por admin / 2 meses 1 semana atrás

    Nos dias 27 e 29 de fevereiro representantes da Safernet concluíram a entrega da premiação dos vencedores do Prêmio Cidadania Digital em Ação, cujos ganhadores foram anunciados no evento principal do Dia da Internet Segura no Brasil, realizado em São Paulo. A iniciativa integra o projeto da Disciplina de Cidadania Digital, uma parceria entre a Safernet e o Governo do Reino Unido no âmbito do Programa de Acesso Digital (Digital Access Programme).

    No dia 27 de fevereiro, a psicóloga Bianca Orrico, da Safernet, integrante da equipe do projeto, entregou os prêmios dos primeiros colocados, um leitor de livros digital, para cada um dos 38 alunos do Instituto Federal da Paraíba, campus Cajazeiras, participantes do projeto vencedor. 

    Veja reportagem do Diário do Sertão sobre como foi a premiação. 

    “Lecionar é abrir mão de brilhar sozinho e fazer com que os outros brilhem. Os alunos estão brilhando e trazendo mais brilho para nossa instituição, para nossa cidade e para nossa região. Espero que seja o começo. É apenas uma semente que a gente está plantando para que os alunos possam frutificar e trazer mais resultados para nossa região”, falou o professor João Paulo Freitas de Oliveira, que ministrou a Disciplina de Cidadania Digital aos alunos premiados.

     Cajazeiras 

    No dia 29 de fevereiro, a assistente de projetos da Safernet, Isabella Ferro, entregou os prêmios para estudantes do Instituto Federal de Santa Catarina, campus Caçador, que participaram do projeto que ficou em terceiro lugar. Cada um deles recebeu um par de fones de ouvido sem fio Bluetooth.

    “O recebimento do Prêmio Cidadania Digital em Ação mostrou que toda e qualquer mobilização em prol da educação é muitas vezes mais importante do que imaginamos”, afirmou o professor Ricardo Campos, que ministrou a disciplina aos estudantes do IFSC Caçador. Segundo Campos, o projeto dos estudantes poderá ser ampliado para outras instituições da rede federal. 

    Em ambos os eventos de premiação, a Safernet aproveitou a ocasião para falar com os estudantes e a comunidade escolar sobre o uso seguro e cidadão da internet. 

    "É necessário aproveitar momentos como estes para discutir sobre Direitos Humanos e o uso crítico e responsável das tecnologias, para ser possível capacitar estudantes a se tornarem cidadãs e cidadãos digitais conscientes e responsáveis, moldando um presente e futuro digital mais ético e inclusivo”, afirmou Bianca, que esteve também no programa Olho Vivo, da rede Diário do Sertão. No programa, ela abordou a iniciativa da Safernet de premiar escolas com projetos relevantes para as comunidades na área de Cidadania Digital e também deu dicas sobre o uso seguro da internet. 

    “Além de reconhecer e celebrar o trabalho dos estudantes e a mentoria do professor através da cerimônia de premiação, tivemos a oportunidade de ampliar a discussão sobre segurança e cidadania digital através de ações educativas com mais de 300 pessoas da comunidade escolar do IFSC de Caçador. Foi um dia muito especial de celebração e de construção coletiva para o uso mais responsável e crítico das tecnologias digitais”, afirmou Isabella sobre a premiação. 

     Caçador 

    A Disciplina de Cidadania Digital em Números

    A Disciplina de Cidadania Digital foi implementada em 2023 por 183 professores(as) em 159 escolas brasileiras para 11 mil estudantes de 13 estados e 116 cidades. Conheça o mapa interativo do projeto, lançado em ocasião da cerimônia de premiação. 

    O projeto disponibiliza gratuitamente um caderno de aulas para professores, com roteiros completos que podem ser aplicados em sala de aula. Além disso, há um curso de formação online para profissionais da educação, que segue com turmas regulares em 2024 e conta com 1541 inscritos. 

    Conheça os projetos vencedores

    Primeiro lugar - Instituto Federal da Paraíba, Campus Cajazeiras (PB)

    Uma turma de 39 estudantes do primeiro ano do curso técnico de Informática integrado ao ensino médio do Instituto Federal de Cajazeiras, na Paraíba, foi a grande vencedora da primeira edição do Prêmio Cidadania Digital em Ação. 

    A partir das aulas que tiveram com o material da Disciplina de Cidadania Digital, os estudantes, atualmente no segundo ano do Ensino Médio, desenvolveram o projeto vencedor, uma página de Instagram com 24 postagens com vídeos e memes criados por eles com dicas sobre o uso seguro e cidadão da internet.

    O professor de informática João Paulo Freitas de Oliveira, que deu as aulas da disciplina e uma representante dos estudantes, Maria Eduarda Pinheiro Calixto, eleita por voto direto pelos colegas para representar a equipe, receberam o prêmio em São Paulo. Dia 27, os colegas de Maria Eduarda receberam seus prêmios. 

    Conheça mais sobre o projeto dos estudantes do IFPB campus Cajazeiras em reportagem da TV Paraíba.

    Segundo lugar - Escola Estadual Dona Benedita Freire de Macedo, Jacareí (SP)

    Uma turma de 6 estudantes do primeiro ano do ensino médio integral da Escola Estadual Dona Benedita Freire de Macedo, em Jacareí, em São Paulo, ficou em segundo lugar. Eles receberam os prêmios diretamente no Dia da Internet Segura. 

    Os estudantes, atualmente no segundo ano, desenvolveram uma revista digital sobre Cyberbullying, com fotos, entrevistas e matérias feitas pelos estudantes. 

    O curso foi dado pelas professoras Biana da Silva Nascimento, que dá aulas de Sociologia, História, Filosofia e Tecnologia, e pela professora Maria Régia Pereira, de Geografia e Filosofia. A professora Biana e quatro dos seis estudantes viajaram para São Paulo para receber o prêmio.

    Conheça mais do projeto dos alunos da EE Dona Benedita em reportagem da TV Vanguarda

    Terceiro lugar - Instituto Federal de Santa Catarina, Campus Caçador (SC)

    Uma turma de 55 estudantes que concluiu ano passado cursos técnicos integrados ao ensino médio do Instituto Federal de Educação de Santa Catarina, campus Caçador, foi a terceira colocada do prêmio e receberam seus prêmios dia 29. 

    Os estudantes, que cursavam o terceiro ano dos cursos técnicos de Administração, Informática e Plásticos do IF Caçador desenvolveram uma série de 8 podcasts “Empatia em Foco: desvendando o bullying”, com dicas importantes sobre cyberbullying, sexting, sextorsão e aliciamento sexual (grooming). 

    Os estudantes travaram conhecimento com a Cidadania Digital durante as aulas de língua portuguesa de seus respectivos cursos. A base para as aulas foi o material da Disciplina de Cidadania Digital criada pela Safernet e pelo Governo do Reino Unido. 

    Menções honrosas

    Duas escolas públicas receberam menções honrosas por seus projetos. 

    Colégio Estadual do Campo Filinto Justiniano Bastos - Seabra (BA)

    A equipe mentorada pela professora Tatiana Santos Oliveira envolveu alunos de EJA (Educação de Jovens e Adultos), muitos deles pais. “Foi bom ver como essa temática pode ajudar adultos na comunicação sobre esse tema com suas famílias”, disse Guilherme Alves, gerente de projetos da Safernet, sobre o trabalho dos estudantes baianos. 

    Centro Educa Mais Força Aérea Brasileira - São Luís (MA)

    Equipe exclusiva de meninas, coordenada pela professora Kátia de Lima Santos Sampaio, tratou sobre o Protagonismo de Meninas pela Cidadania Digital, com foco especial no combate ao racismo. 

    Matéria publicada em 13/03/2024

SaferNet Brasil | CNPJ: 07.837.984/0001-09